defendemos o fumante, não o fumo: 
quer parar de fumar ou reduzir?
 

notícias&artigos - filmes
participação popular - tv câmara
lei antifumo

baixe o flash player para ver o filme.

 

Frases de debate:

 

Milena Hannud:

 

"No portal da lei tem telefone para denúncia mas não tem telefone para tratamento."

 

"A lei do Serra aprova sistemas de ventilação e exaustão em rituais religiosos. Porque esse mesmo equipamento não serve para o fumódromo de uma empresa? Porque o equipamento aprovado na lei não pode ser usado em outras situações?"

 

Denis Rosenfeld - Prof. de Filosofia da UFRS:

 

"O Estado de São Paulo interferiu na liberdade de escolha. A liberdade de escolha dos fumantes e a liberdade de escolha dos não fumantes. Porque nao pode ter um bar só de não fumantes e um bar só de fumantes, onde vc possa comer e beber ao contrario da lei de sao paulo?"

 

"Não é possível que se diga que a fumaça vai sair de um para o outro e contaminar de forma irremediável. Ora se o homem conseguiu mandar um exemplar da sua espécie para a lua e está planejando agora a missao marte e nao pode ter um exaustor que permita o fechamento de lugares para fumantes e nao fumantes. Não faz o menor sentido do ponto de vista técnico."

 

Paulo Solmucci - Abresi Associação de bares e restaurantes:

 

"Eu acho ela (a lei) desnecessária. No Brasil tivemos um sucesso extraordinário com medidas sócio educativas. Em 1989, 35% da população fumava e hoje temos apenas 15%. O jovem hoje praticamente não fuma senão estes índices não estariam caindo. Os EUA tem uma lei semelhante a de São Paulo - e 23% da população americana ainda fuma. Foram para o radicalismo e estao colhendo o fruto do seu fracasso."

 

"A sociedade brasileira em conivência permitiu que fossem influenciados pelos cigarros 30 milhões de brasileiros que não podem ser tratados como bandidos."

 

Carmem Amaral - detesta cigarros:

 

"É justo que haja liberdade para o fumante. Ele tem a liberdade de fumar. É uma escolha muito pessoal. Cada um faz a sua."

 

"Concordo que seja criado nos bares lugares isolados. Tem que haver esta flexibilidade. Uma lei não pode ser radical."

 

Dr Celso Antonio (INCA)- Pneumologista - INCA:

 

"A gente entende perfeitamente que hoje em dia não tem mais o que discutir: está na classificação internacional de doenças o tabagismo é uma doença. Ponto pacífico. Como toda doença merece um tratamento."

 

"O que está acontecendo em São Paulo é realmente uma discriminação exagerada com o indivíduo fumante."

 

Deputado Fernando Chucre - PSDB:

 

"Esta lei não tem absolutamente nada a ver com tratamento. São coisas distintas."

 

"A própria lei federal está aqui na câmara ha mais de 10 anos e não foi regulamentada, o que é uma falha nossa, que não regulamentamos uma lei federal que servisse de parâmetro para todos os estados."

 

"Eu acho que a lei deve ser aperfeiçoada. Se houve algum excesso, se houve algum exagero em algum momento eu acho que a função da própria sociedade, a própria sociedade e o governo do Estado o legislativo estadual vai ter a capacidade de aperfeiçoar isso num momento."

 

Deputado Pompeu de Matos - PDT:

 

"Ela (a lei) está transformando o cidadão que fuma em cidadão de 2a classe."

 

"Quem quiser fumar, fuma, cria um ambiente para ele fumar. Para quem não quiser fumar, cria um ambiente para não fumar. Aí tu vai dizer, não neste bar é assim: não vai nesse bar. Vai naquele bar onde é vedado o espaço para o fumante daquele que não fuma. Escolha teu bar. Os bares vão se qualificar."

 

"É permitido plantar, é permitido produzir, industrializar, comercializar e consumir fumo no Brasil. É lei. O fumo rende para o Brasil quase 10 bilhões por ano."

 

Atenção: Os artigos do Eufumo não tem a intenção de fornecer recomendação médica, diagnóstico ou tratamento.