defendemos o fumante, não o fumo: 
quer parar de fumar ou reduzir?
 

notícias&artigos - 2011
fumantes perdem um terço da memória diária?

Só esqueceram de avisá-los....

 

Albert Einstein

Thomas Edison

Alexander Graham Bell

Robert Oppenheimer

Winston Churchill

Franklin D Roosevelt

Bill Clinton

Helmut Schmidt

Gerhard Schröder

John F Kennedy

George Orwell

Oscar Wilde

Jean-Paul Sartre

JR Tolkien

CS Lewis

Vincent Van Gogh

Alfred Hitchcock

Maurice Ravel

Auguste Renoir

Pablo Picasso

Joseph Stalin

Walt Disney

Sigmund Freud

George Gershwin

William Falkner

Mario Vargas Llosa

James Joyce

Carl Gustav Jung

Stanley Kubrick

Nelson Rodrigues

T S Elliot

William S Burroughs

Orson Welles

Johnny Cash

François Truffaut

Tom Waits

Robert De Niro

José Mojica Marins

Marcello Mastroianni

Luis Buñuel

Jack Kerouak

John Waters

John Ford

James Dean

Iggy Pop

Harvey Keitel

David Lynch

Bob Dylan

Glauber Rocha

Johnny Depp

Jean Luc Godard

Jim Jarmusch

Charles Bukowski

Albert Camus

Barak Obama

...e tantos outros

 

Será que foi um fumante que se esqueceu de avisar aos membros desta lista? Ou a tantos outros gênios que fumam/fumavam?

 

Brincadeiras à parte, a ciência hoje está muito mais propensa ao caminho inverso: são as deficiências no organismo de um indivíduo que provocam a adição à nicotina, e não o contrário (a adição provocar a deficiência). Alguns estudos mostram que indivíduos com déficit de atenção, por exemplo, buscam na nicotina uma forma de se concentrar melhor (Jovens com TDAH fumam para melhorar a concentração). Isso talvez poderia explicar o desempenho de fumantes/não fumantes no estudo apresentado. Os fumantes teriam uma concentração menor antes mesmo de se tornarem fumantes.

 

Alguns estudos também relacionam substância derivada do tabaco com a preven��o do Mal de Alzheimer.

 

Atenção: Os artigos do Eufumo não tem a intenção de fornecer recomendação médica, diagnóstico ou tratamento.

 

a matéria original


 

Fumantes perdem um terço da memória diária, diz estudo

O Globo - 23/09/2011

 

LONDRES - Um estudo da Universidade Northumbria com mais de 70 pessoas entre 18 e 25 anos mostra que fumantes perdem mais memória, mas quem para de fumar recupera as informações quase no mesmo nível de não fumantes.

 

Durante o estudo, os voluntários fizeram um tour pela universidade e foram perguntados sobre pequenos detalhes do passeio, como num teste de memória com tarefas complementares. Os fumantes lembraram apenas de 59% das tarefas, os que tinham deixado de fumar lembraram de 74% e, os que nunca tinham fumado, de 81%.

 

O médico Tom Heffernan, que coordena a colaboração da universidade com o Grupo de Pesquisa para Álcool e Drogas acredita que a descoberta pode ser usada em campanhas antitabagistas.

 

- Já sabemos que parar de fumar tem grande impacto na saúde, mas este estudo mostra que parar de fumar também pode ter benefícios para as funções cognitivas - disse.

 

A pesquisa agora vai investigar os efeitos do fumo passivo na memória e nas toxinas deixadas em cortinas e móveis.(sic)

 

 

Endereço da página:

Fumantes perdem um terço da memória diária, diz estudo