defendemos o fumante, não o fumo: 
quer parar de fumar ou reduzir?
 

notícias&artigos - 2009
jovens com TDAH fumam para tratar seus problemas de atenção

Os estudos sobre os efeitos da nicotina indicam que a substância ativa a via dopaminérgica o que provoca, entre outros efeitos, o aumento do estado de vigília e a melhora da função cognitiva.

 

O estudo realizado na Universidade Washington de St. Louis, em 2003, descobriu que crianças com défict de atenção não tratadas fumam para melhorar seus problemas de concentração.

 

Atenção: Os artigos do Eufumo não tem a intenção de fornecer recomendação médica, diagnóstico ou tratamento.

 

a matéria original:


 

Crianças com ADHA talvez fumem para melhorar seus problemas de atenção

13/05/2003 - Jim Dryden - Universidade Washington de St. Louis

 

Ao estudar gêmeos, pesquisadores na Washington University School of Medicine em St Louis descobriram que crianças com um determinado tipo de TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade) geralmente não recebem tratamento e são mais propensas a fumar.

 

imagem

 

Crianças e adolescentes com TDAH podem ser divididas e 2 subgrupos: aquelas apenas com subtipo desatento e aquelas com subtipo desatento associado a hiperatividade. Nos últimos anos, uma equipe de pesquisadores psiquiátricos têm estudado famílias do Missouri com gêmeos, especificamente 800 famílias onde pelo menos uma criança tem TDAH.

 

imagem

O tabagismo é mais comum entre jovens com TDAH, mas o risco aumenta consideravelmente naquelas apenas com o subtipo desatento

 

"Todos os meninos e meninas no estudo eram adolecentes", diz Richard D. Todd, M.D., Ph.D., professor do The Blanche F. Ittleson e diretor da Child Psychiatry Division da Universidade de Washington. "Entrevistamos os gêmeos e seus pais para entender o máximo possível sobre os sintomas e como esta disordem afeta as famílias".

 

A equipe de Todd descobriu que os dois subgrupos de TDAH são geralmente hereditários, mas também que as crianças com subtipo desatento dificilmente eram levadas a especialistas para receber tratamento se comparadas àquelas que sofriam também de hiperatividade e comportamento impulsivo.

 

imagem

Richard D. Todd, Ph.D., M.D.

 

"Mais de 70% daquelas que combinavam os dois sintomas recebiam alguma forma de tratamento, muitas delas associadas a medicação," diz Todd. "Mas apenas 30% das crianças do subtipo desatento recebiam algum atendimento clínico, e um número ainda menor recebia medicação, apesar de muitos estudos comprovarem que crianças com problemas de falta de atenção respondem bem à medicação, independente deste sintoma ser acompanhado ou não de hiperatividade."

 

O tabagismo é mais comum entre crianças com TDAH do que nas que não tem o distúrbio, mas o risco sobe significativamente naquelas do subtipo desatento.

 

Todd diz que o que muitas crianças não tratadas recebem é nicotina. Sua equipe descobriu que o tabagismo é muito mais frequente entre crianças e adolescentes do subtipo desatento do que naqueles que sofrem também de hiperatividade e comportamento impulsivo. Todd acredita que eles podem estar usando nicotina para poder lidar com seus problemas de concentração.

 

Grande parte da literatura que estuda as causas de TDAH aponta para os neurotransmissores de dopamina e norepinefrina e a regiões frontais do cérebro. Essas mesmas regiões também contém números significativos de receptores de nicotina, que, como o nome sugere, são os receptores aos quais a nicotina se liga no tabagista. Os receptores também tem outras funções, mas acredita-se que estão envolvidos na adição e nos efeitos positivos da nicotina.

 

Ao mesmo tempo, alguns estudos em adultos que usam adesivos de nicotina comprovaram um aumento da atenção, tanto em adultos com TDAH quanto nos que não sofrem do distúrbio. Drogas estimulantes como Ritalina e Conserta também aumentam a atenção de crianças com ou sem TDAH, mas são especialmente benéficas para aquelas que tem a distúrbio.

 

 

Publicação em PDF:

Kids with ADHD may smoke to treat their attention problems

 

Endereço da página:

Kids with ADHD may smoke to treat their attention problems