defendemos o fumante, não o fumo: 
quer parar de fumar ou reduzir?
 

notícias&artigos 2012
mais uma vez perguntamos se as políticas antifumo estão corretas: parece que não...

06/01/2012

 

Pesquisa nacional nos Estados Unidos mostram que 1 em cada 10 fumantes escondem sua condição se seus médicos. A causa pode ser discriminação, e impede estas pessoas tenham acesso aos recursos para parar de fumar.

 

Atenção: Os artigos do Eufumo não tem a intenção de fornecer recomendação médica, diagnóstico ou tratamento.

 

 

a matéria original:



Um em cada dez fumantes disseram ter omitido sua condição aos serviços de saúde

National Survey - 06/01/2012

 

O estigma social em torno de fumar pode estar levando fumantes a não divulgar o tabagismo aos Serviços de Saúde

 

Washington, DC - Novos resultados de uma pesquisa nacional mostram que um em cada dez fumantes (13%) nos Estados Unidos não revelam o sua condição aos serviços de saúde (HCP) - um dos recursos mais importantes que um fumante tem para parar de fumar. Além disso, o estigma social em torno de fumar pode estar contribuindo para os fumantes esconderem sua condição de seus médicos. A pesquisa com 3146 participantes adultos nos EUA (fumantes e ex-fumantes) foi realizada usando o KnowledgePanel.

 

Pesquisadores do Legacy, uma organização nacional de saúde pública dedicada à construção de um mundo onde qualquer pessoa pode parar, dizem que enquanto a maioria dos fumantes admitiram o consumo de tabaco, apenas um quarto procurou a ajuda durante a sua última tentativa de parar. Embora a maioria dos fumantes entrevistados afirmaram que diziam a verdade, um em cada 10 fumantes não revelaram sua condição. Os resultados dão diretrizes importantes aos profissionais em como atingir mais efetivamente fumantes com recursos para ajudá-los a parar.

 

"Os profissionais de saúde desempenham um papel fundamental para os fumantes, com mensagens apropriadas e recursos, especialmente agora que a cobertura de seguro tem se expandido para incluir alguns tratamentos parar de fumar. Torna-se uma oportunidade perdida de saúde pública, se mais de seis milhões de fumantes nos Estados Unidos não contar aos médicos e enfermeiros sobre o tabagismo e desistir de tentar", disse Cheryl G. Healton, Dr. PH, presidente e CEO do Legacy.

 

Pesquisadores analisaram os fumantes e ex-fumantes para descobrir o que os levou a esconder sua condição. Descobriram que estes fumantes foram aqueles que mais sentiram o estigma relacionado ao fumo se comparados aos que não esconderam que eram fumantes.

 

"Houve uma mudança significativa no clima social em torno do tabaco e o fumo em nosso país nos últimos anos com o conhecimento sobre as conseqüências na saúde do tabaco e do fumo passivo. O resultado (não intencional) do aumento dos preços dos cigarros, das medidas que aumentaram a proibição de fumar em lugares públicos, e criação de locais de trabalho livres do fumo, foi que muitos fumantes sentem-se marginalizados e menos compelidos a discutir tabagismo com seus médicos e outros profissionais", disse Healton.

 

Para lidar com o obstáculos entre médicos e fumantes, o Legacy desenvolveu um guia para profissionais de saúde com estratégias sobre como conduzir as conversas de forma mais significativa e eficaz com seus pacientes sobre o tabagismo. "Se conseguirmos começar a conversa através do reconhecimento da condição deles, podemos ajudá-los a parar", disse Healton.

 

A pesquisa foi financiada em parte pela Pfizer e conduzida por pesquisadores de Legacy usando a Rede de Conhecimento do KnowledgePanel em março-abril de 2011.

 

Endereço da página:

National Survey: One-in-Ten Smokers Reported They Have Concealed Their Smoking From Health Care Providers