defendemos o fumante, não o fumo: 
quer parar de fumar ou reduzir?
 

notícias&artigos 2013
a mais nova loucura: quem está acima do peso que se cuide

01/07/2013

Não sei se vocês viram o vídeo com Ruy Castro falando sobre a lei antifumo paulista, assim que foi sancionada.

Se não viram, vale conferir. Se viram, vejam novamente porque, passados 4 anos com poucos resultados a comemorar sobre o índice de fumantes no estado, o vídeo parece uma premonição (de 2009 a 2013 houve um aumento de 12% no índice de fumantes na cidade de São Paulo):

 

Fumar ficou irresistível - Ruy Castro

 

Divertido é imaginar que talvez quem não fuma, não bebe, não come gordura supõe que fazendo isso conquista a imortalidade...

 

Pois temos uma má notícia: você vai morrer. É a única certeza absoluta que podemos ter nesta vida.



a matéria original

 

Utopia emagrecer

 

Folha de São Paulo - 01/07/2013 - Ruy Castro

 

RIO DE JANEIRO - Numa entrevista recente ao jornal "Bafafá", aqui do Rio, fui perguntado por meu amigo Ricardo Rebelo se tinha alguma utopia. Pensei em citar o bem de todos e a felicidade geral da nação, a paz na terra entre os homens de boa vontade e o clássico trabalhadores de todo o mundo, uni-vos. Mas, diante da dificuldade de aplicação desses programas, preferi ser modesto. Respondi: "Emagrecer".

Dias depois, a Associação Americana de Medicina decretou que obesidade é doença, e não falta de caráter de quem - não é o meu caso - passa o dia mandando frituras, gorduras trans e açúcares para o pandulho, e regando tudo com baldes de refrigerante ou cerveja.

Por causa dessa dieta mortífera, um em cada três americanos é obeso e sujeito a diabetes tipo 2, hipertensão, AVC, infarto, câncer, queda da libido e a ficar entalado nos cubículos das lojas de roupas - e sabe disso, mas não tem forças para mudar. Óbvio: se é uma doença, não é uma questão de querer. Mas, como os americanos sempre descobrem o antídoto para os venenos que fabricam, prevê-se que logo estenderão à comida as restrições que aplicam ao fumo - e, como sempre, os seguiremos.

Com isso, ficará proibido comer pizza, cheeseburger e batata frita em recintos fechados e nos coletivos, inclusive aeronaves. As embalagens de donuts, macarrão instantâneo e salgadinhos de milho terão de exibir advertências do Ministério da Saúde, com fotos de órgãos adiposos e se desfazendo. A venda de torpedos tipo cheetos, doritos e baconzitos será vedada a menores de 18 anos. E nenhuma bebida gasosa, exceto água, poderá patrocinar eventos como a Copa, o Rock in Rio e a Jornada Mundial da Juventude - neste último, só se admitirá a água benta.

Ou seja, emagrecer deixou de ser um problema pessoal. Tornou-se uma das utopias de nosso tempo.

 

 

Endereço da página:

Utopia emagrecer

 

Atenção: Os artigos do Eufumo não tem a intenção de fornecer recomendação médica, diagnóstico ou tratamento.