defendemos o fumante, não o fumo: 
quer parar de fumar ou reduzir?
 

polêmica - estratégia X ética
o engodo das fumantes passivas chinesas

ou..."Como a Indústria Antifumo explora a miséria"

 

Em maio de 2007, a OMS afirmou: "A morte de fumantes passivas chinesas por câncer de pulmão e isquemia do coração iguala à das fumantes". (Stop Untruths WHO tells Tobacco Industry - arquivo PDF em inglês)

 

A fumaça ambiental de cigarros contém componentes que são carcinogenicos tipo A. Esta afirmação é inquestionável e comprovada cientificamente.

 

A polêmica está na concentração dos componentes e quanto ela afeta a saude do não-fumante. Um carro trafegando na rua é diferente de um carro ligado dentro de uma garagem fechada.

 

A Indústria Antifumo não consegue chegar num acordo quanto à "quantidade de cigarros consumida" pelo que inventaram ser o "fumante passivo", podendo variar de 7 a 73 cigarros ao ano.

 

Para colocar fim na questão, dizem: "Não ha índices seguros de exposição de fumaça ambiental de cigarros" usando o mesmo jargão para o consumo de cigarros.

Se os não fumantes expostos à fumaça de tabaco são fumantes também, então para que elaborar?

 

A OMS chega ao absurdo de dizer que "Filtros são uma estratégia da Indústria Tabagista".

Para a Indústria Antifumo, vale qualquer tudo mesmo que isto implique num enorme prejuizo à população.

 

Voltando às fumantes passivas chinesas...

 

 

Miséria e poluição ambiental interna

 

Em junho de 2005, OMS lançou um relatório chamado "Fuel for Life"sobre poluição ambiental interna. Nele, os índices de câncer de pulmão em mulheres não-fumantes é atribuido à poluição interna resultante da queima de combustíveis sólidos de fogões e sistemas de aquecimento usados em países subdesenvolvidos, incluindo...a China!

Estudo semelhante foi publicado em no Brasil: Queima de biomassa e suas repercussões sobre a saúde.

 

"Pelo mundo todo, mais de 3 bilhões de pessoas dependem de combustível sólido, inclusive biomassa (madeira, esterco e resíduos agrícolas) e carvão para realizar suas neessidades mais básicas: cozinhar, ferver água e aquecer[...]

 

A queima ineficiente de combustível sólido nos fogões e fornos cria um coquetel perigoso de centenas de poluentes: monóxido de carbono e partículas pequenas, óxidos de nitrogênio, benzeno, butano, formaldeidos, hidrocarbonos poliaromáticos[...]

 

Será que um marido fumante é mais perigoso que isso?

 

Na lista dos combustíveis relacionados na publicação está a madeira. Resolvemos então pesquisar mais sobre poluição ambiental interna e sua associação à queima deste material, usado em lareiras e nos fogões à lenha das nossas pizzarias.

 

Descobrimos que não é apenas a população miserável que pode sofrer com queima de combustível sólido, e que caso não seja possível eliminar essas fontes de poluição, que têm em seus componentes os mesmos elementos do tabaco, a solução sugerida pela OMS são filtros e purificadores. Interessante, não?

 

Fumaça de madeira

 

Estudo sobre lareiras e fogões à lenha nos EUA, indicado pela EPA, realizado pelo Washington State Department of Ecology: a duração da ação química de radicais livres da fumaça de madeira é 60 vezes maior que da fumaça de tabaco. 1 hora na frente de uma lareira equivale a fumar 30 cigarros.

 

Os mesmos elementos cancerígenos, em maior volume, promovem riscos 12 vezes maiores.

 

 

3 alternativas para diminuir a concentração de poluentes ambientais internos (OMS e EPA)

 

EPA - Environmental Protection Agency

Residential Air Cleaning Devices

 

Tres estratégias (em ordem de eficiência) podem ser usadas para reduzir poluentes ambientais internos:

1) Controle da fonte emissora

2) Ventilação

3) Purificação do Ar

 

Nossa Conclusão

 

Vale fazer uma pesquisa sobre os equipamentos disponíveis no mercado para proporcionar um ambiente interno mais saudável para sua família e amigos. Se você mora numa cidade poluída, os purificadores melhoram, e muito, a qualidade do ar.

 

Filtros e purificadores são sim uma forma eficiente de melhorar a qualidade do ar nos ambientes onde se fuma. Saiba mais em nossa dica sobre poluição e purificadores.

 

Atenção: Os artigos do Eufumo não tem a intenção de fornecer recomendação médica, diagnóstico ou tratamento.