defendemos o fumante, não o fumo: 
quer parar de fumar ou reduzir?
 

polêmica - "fumo passivo"
oak ridge laboratories

O trabalho de Roger Jenkins é muito criticado pelas sua ligação com a Indústria Tabagista, mas o método utilizado neste trabalho não é muito diferente daquele recomendado pela OMS para medir níveis de exposição à Poluição Ambiental Interna provocada pela queima de combustível sólido.

 

jenkins

Roger Jenkins inspeciona filtros projetados para reunir partículas da fumaça ambiental de cigarros.

 

Estudo de ORNL(Oak Ridge National Laboratory do Departmento de Energia dos EUA) - "Exposição à fumaça ambiental de cigarros menor do que se supunha".

 

OAK RIDGE, Tenn., 2 de fevereiro de 2000 — a Exposição à Fumaça Ambiental de Cigarros por funcionários de bares pode ser menor do que havia sido indicado em estudos anteriores, segundo um estudo conduzido por pesquisadores no Oak Ridge National Laboratory (ORNL) do Departmento de Energia dos EUA.

 

"Enquanto seria natural imaginar que atendentes de bar são mais expostos à Fumaça Ambiental de Cigarros, dados do nosso estudo sugerem que a situação talvez seja mais complexa," disse Roger Jenkins da Divisão Química e Analítica.

 

O estudo, que envolveu 173 indivíduos de estabelecimentos de tamanhos variados na área Knoxville, concluiu que a exposição a partículas suspensas (RSP), por exemplo, foi muito abaixo dos limites estabelecidos pela Administração de Saúde e Segurança Ocupacional (OSHA) do local de trabalho.

 

Parece absurdo, exagerado? Aguarde mais alguns anos para que surjam milhares de estudos comprovando que 3rd Hand Smoke é letal.

 

Os indivíduos, todos não-fumantes, usaram bombas que coletavam amostras do ar que eles respiravam no trabalho por um mínimo de quatro horas. Foi registrado um nível de RSP (Particula Suspensa Respirável) máximo de 768 microgramas/m3, enquanto o padrão OSHA é de 5.000 microgramas/m3 em oito horas. [...]

 

teste

[...] A forma mais precisa para determinar a exposição é o monitoramento pessoal, quando os indivíduos devem usar monitores de IAP (Internal Air Pollution) por períodos de 24h a 48h. Indicam sua localização e comportamento, inclusive mudanças provocadas por intervenções (i.e. passando maior ou menor tempo numa cozinha poluida), porque os monitores acompanham com o indivíduo. Este monitoramento também permite investigar exposição para grupos de vulnerabilidade específica, como mulheres e crianças.[...] fonte: Indoor Pollution Full Catalogue Method (OMS)

 

Atenção: Os artigos do Eufumo não tem a intenção de fornecer recomendação médica, diagnóstico ou tratamento.