defendemos o fumante, não o fumo: 
quer parar de fumar ou reduzir?
 

polêmica - ciência para imprensa
30 minutos fatais

"30 minutos de exposição à fumaça ambiental de tabaco é o suficiente para causar infarto".

 

Congresso Mundial de Cardiologia - 18 de maio de 2008: Aqueles que estão frequentemente expostos à fumaça ambiental de cigarros correm risco cardíaco quase tão grande quanto o fumante [...] Mas o fator mais alarmante é a velocidade com que o fumo passivo danifica o aparelho cardiovascular. [...] exposições de 30 minutos de fumaça de tabaco é sufuciente para que ocorram alterações nas artérias dos não-fumantes.

 

Críticos destes absurdos são 'excomungados': "Fui chamado de traidor", diz Michael Siegel, médico de saúde pública da Universidade Boston, em Massachusetts.

 

Um dos maiores líderes do movimento antitabagista nos EUA durante 21 anos e um dos responsáveis pela proibição do fumo em locais fechados em mais de 50 cidades americanas, Siegel foi duramente criticado depois de questionar publicamente argumentos científicos e políticas públicas em torno dos efeitos nocivos do fumo passivo.

 

Sua postura surpreendeu colegas da área de pesquisa que até então confiavam nele como fonte constante de notícias. Siegel usou um prestigiado fórum de discussão sobre fumo na internet – a Tobacco Policy Talk – para sugerir que a proibição ao cigarro na rua era uma medida extrema demais e que um dos argumentos para sustentar essa proibição era equivocado.

 

[...] outros membros do fórum acusaram Siegel de ter recebido dinheiro da indústria de tabaco para dizer essas coisas.

 

A briga de Siegel se sustenta no fato de que exageros podem desacreditar as campanhas anti-tabagistas.

 

Atenção: Os artigos do Eufumo não tem a intenção de fornecer recomendação médica, diagnóstico ou tratamento.