defendemos o fumante, não o fumo: 
quer parar de fumar ou reduzir?
 

polêmica - novo caminho
tabagismo ou compulsão?

Seria a compulsão, e não a nicotina, o problema da maioria dos fumantes? Teria sentido isolar o tabagismo das demais compulsões? Muitos fumantes têm medo de parar, passando de tabagistas para obesos, alcóolatras, ou qualquer outra categoria igualmente estigmatizada.

 

É a compulsão a grande "epidemia" que deve ser combatida. O consumo do tabaco talvez seja, entre as opções do compulsivo, a mais "atraente" pelo seu poder aditivo químico e psicológico. Mas o que deve ser tratado, para que não haja apenas uma substituição do vício quando ele resolve parar, é a compulsão.

 

Mesmo assim, o tabagismo é sistematicamente isolado das doenças comportamentais. Apesar de ser classificado no SID10* (Código Internacional de Doenças). Chegamos a ver um site que oferece uma lista de artigos sobre comportamento onde estão listados desde consumo de maconha até tricotilmania (mania de arrancar os próprios cabelos), mas ao invés de tabagismo encontramos "fumo passivo". Desde quando "fumo passivo" é comportamento??

 

Nenhum fumante "pesado" é feliz com a quantidade de cigarros que fuma. Aquele fumante ocasional, que consegue fumar só à noite, ou nos finais de semana, ou parar e voltar como quem fica alguns dias sem beber ou comer chocolates é o ideal da maioria. Este sujeito sortudo certamente não é compulsivo! Talvez a nicotina tenha um papel de "fidelizador" na escolha do prazer desta pessoa (ele sim, fuma todos os cigarros por puro prazer), mas a quantidade de cigarros que ele fuma não faz o mesmo estrago. Não menos que o álcool num consumidor ocasional de bebida alcóolica vivendo numa cidade poluída...

 

As compulsões são bem parecidas na sua origem e resultado. Vamos listando aqui, sempre que for possível, as que encontramos.

 

Vale também consultar a série "Vícios Modernos", trabalho elaborado por trainees da Folha de São Paulo em 2006. A série se encontra na área do EuFumo para quem quer parar de fumar.

 

Atenção: Os artigos do Eufumo não tem a intenção de fornecer recomendação médica, diagnóstico ou tratamento.

 

* No CID-10, o uso do tabaco é Z72.0 e a síndrome de abstinência à nicotina é F17.0